Empreender é a habilidade de dar vida aos próprios projetos, tirando-os do papel e transformando-os em realidade”. Este é um pequeno trecho que tirei da revista Você S/A de outubro de 2009 e me inspirei para escrever para este post.

A cada post publicado me convenço e me certifico que realizar trabalhos voluntários é uma excelente idéia para o desenvolvimento pessoal e profissional. O voluntariado é a oportunidade de exercitar habilidades e características (empreendedorismo, liderança, ética, oratória, desenvolvimento e coordenação de projetos, capacidade de trabalhar em equipe, entre um milhão e meio de outros adjetivos) que toda empresa sonha em encontrar em um funcionário, ou pelo menos deveria.

Se o seguinte pensamento é comum para você: “Quero algo que me desafie, que exercite minhas habilidades e que me desenvolva” ( Sensação de “dejá-vu”… Nem pense naquela banda! ), sinto muito em lhe dizer, mas você está fadado a realizar trabalhos voluntários. E sabe o que vai acontecer depois de ter feito pelo menos um? Não!?!? Você vai gostar.

As habilidades já citadas e que aparecem constantemente em revistas como a Você S/A, Exame, Pequenas empresas grandes negócios, ” target=”_blank”>HSM Management, e são palavras tatuadas (além de estarem  em seus discursos, artigos e livros, estão presentes em suas vidas) em gurus e personalidades do mundo dos negócios como: ” target=”_blank”>Pliliph Kotler, ” target=”_blank”>Idalberto Chiavenato, Bill Gates, ” target=”_blank”>Steve Jobs, Peter Druker e, por que não, até o Roberto Justus?  Estas palavras estão ao seu alcance! Basta dizer: “Sim, eu quero” e se movimentar para isso.

Enxergar um problema, elaborar uma solução, envolver um grupo de pessoas, buscar recursos, executar o projeto e finalmente fazer uma avaliação do que foi realizado. Estas etapas não são de uso exclusivo do mundo dos negócios. Elas estão presentes em todas as profissões e fazem parte do cotidiano de um voluntariado, voluntário-empreendedor ou empreendedor-voluntário, o que preferir.

Quer um conselho? Além de usar filtro solar? (Versão com Pedro Bial e versão original em inglês, com legenda é claro) rs…

Ser empreendedor não é tarefa fácil, pelo simples fato de questionar, quebrar paradigmas, criticar e, por conseqüência, às vezes, criar confusão. Para que isto não aconteça, pelo menos não com tanta freqüência, não esqueça jamais da expressão: “Seja a solução e não o problema”.

Empreenda-se! Dê vida aos seus projetos, concretize seus planos e busque a felicidade (mas não esqueça de seus valores, ética e crenças).

Anúncios